Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008
Caminhar para a sutentabilidade

 

  para ultrapassar as dificuldades de caminhar para a sustentabilidade

 

Sem duvida que a metáfora, "Grão a grão enche a galinha o papo", continua a afirmar uma verdade universal, sem duvida que as pequenas acções, são hoje de importância fundamental para mudar o rumo dos acontecimentos, em especial no que diz respeito às questões do consumo de energia , reciclagens dos resíduos, e à mudança de paradigma do consumo, mas não é também verdade que para realizar a metáfora do grão, é preciso promover um novo olhar para os equipamentos consumidores de energia, não como conversores de energia em serviços, mas como puros consumidores de energia?

Não será verdade que o que está a impedir, os pequenos actos dos cidadãos nas questões do consumo de energia é a sua incapacidade de se desligarem de serem consumidores puros e não cidadãos?

Afinal não é como consumidores que somos tratados, quer pelas empresas quer pela comunicação social e até pelos partidos políticos, veja-se as campanhas eleitorais.

Não será uma contradição insanável a promoção do individualismo a quebra dos valores morais e a construção de uma sociedade ecológica?

Concordo que importa a militância, no partido politico, no movimento social, ou ambiental, e que este deve ser um dos factores que importa impulsionar na sociedade portuguesa,  as criticas podem e devem ser feitas dentro do partido e das organizações, só desta forma poderão ser um contributo para impulsionar as mudanças e a acção das organizações, sem essa critica e sem a capacidade de agir de nada vale falar.

 Dizem que este nosso conformismo como povo, esta nossa incapacidade para a militância e para a acção tem um nome, será mesmo que só tem um nome, ou será que a morte do sonho terá contribuído com o resto?

Penso que existem de momento razoes diversas que impedem o indivíduo de agir, entre elas ,está ,um passado que nos marcou enquanto povo e nos impede hoje de agir sem medo, mas não será verdade que a motivação para acções mais genuínas e virtuosas, entre as quais podemos equacionar as acções ambientais, só surgem quando se encontram satisfeitas as necessidades mais básicas do ser humano?

 Será que compreendemos de facto a realidade que nos rodeia?

Tem  razão os que dizem que  as coisa só se resolvem se nós formos lá e quisermos mesmo com muita força estar lá, dar um pouco de nós às causas em que acreditamos, será que este não é outro dos nossos problemas?

Perante o real sera que é fácil ter causas em que verdadeiramente se acredite?

Claro que as questões ambientais, nos entram hoje pela porta dentro e se tornam uma das nossas principais preocupações, mas sera que é mesmo uma preocupação genuína ou só o é quando nos bate realmente à porta?

Por isso e muito embora concorde coma importância dos pequenos actos, as discussões na câmara , as reuniões da assembleia municipal e em especial o exemplo que se dá em cada acto que praticamos ,creio que também importa o tipo de elite que emerge na nossa sociedade.

Importa pois o emergir de uma nova educação ,de uma nova ética e de uma nova  sensibilidade ao outro que caminha  nos nossos passos !

publicado por sociolocaminhar às 01:03
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De eva a 20 de Dezembro de 2008 às 23:59
Vim desejar-lhe um Santo e Feliz Natal e que o Novo Ano lhe traga as maiores felicidades.
Eva
De sociolocaminhar a 21 de Dezembro de 2008 às 00:32
cara amiga;


Não podia deixar de vos desejar um bom Natal, mas especialmente de exprimir o desejo de que o dia de natal se constitua como momento de reflexão, para que a entrada no novo ano, não seja apenas um momento em que nos sintamos mais velhos, mas capazes de solidariedades que se tornam a cada dia mais imperiosas num mundo moderno cheio de contradições.

Quero no entanto expressar a todos vós que o sentimento com que fico, dos momentos em que juntos caminhámos é: o sentimento que nos fica quando abraçamos alguém de quem gostamos.

Assim, desejo sinceramente que se realizem todos os vossos sonhos e que o caminho que nos falta fazer para a felicidade, nos surja de mansinho nas esquinas da vida.

Bons sonhos

Ilídio Dinis

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. ...

. Que valores valores

. para todos os que ainda ...

. A ética e a Moral

. Para reflectir

. Bases principais do Pensa...

. Não permitam o "Afundamen...

. A construção a Humana , ...

. Para Reflectir

. Para obter um milhao e qu...

.arquivos

. Maio 2016

. Junho 2015

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Agosto 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Junho 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. caminhos

. Coisas do sempre e do nu...

. Percursos

. Não podia ser quem Sou

. Da Ribeira da minha terr...

. Prazer ou Nostalgia

. lazer

. Memorias ...

. O Poema e a Musica

. Apareço assim de mansinho

blogs SAPO
.subscrever feeds