Quinta-feira, 2 de Agosto de 2007
Dois mundos uma Vivência em comum

O mundo em mudança

 

O domínio do exterior pelo Homem foi pratica comum, havendo algumas poucas civilizações onde foi deixado ás mulheres o domínio da comunidade.

Talvez tenha sido uma imposição da força física para enfrentar o mundo hostil que   o ser humano enfrentou para chegar à civilização do homem  da informática..

Talvez tenha sido por uma definição da própria natureza que dotou a mulher da capacidade de transportar em si a vida.

Num mundo hostil a divisão sexual, foi uma necessidade imperiosa para a sobrevivência da espécie humana.

Não sabemos, como eram as relações homens / mulher nesse tempos , mas podemos facilmente concluir que para nenhum deles a vida era fácil . talvez por isso houvesse uma solidariedade entre os diferentes sexos e a diferenciação sexual fosse apenas uma questão de sobrevivência da espécie.

Sabemos no entanto que numa determinada altura da evolução humana a mulher foi tornada coisa, e portanto sem direitos, pura propriedade e como tal tratada.

Não sabemos qual a razão deste corte civilizacional mas Pensamos  que este corte se terá devido a uma questão de poder. Desde que o homem conseguiu domar a natureza e inventou a agricultura, que sem duvida melhorou o seu estado de vida.

 Que surgiram também as instituições e entre estas a da propriedade privada , é nesta altura que a questão do poder se começa a colocar com alguma pertinência ,  quem tinha mais terra teve de a defender teve de criar exércitos e de  desta forma de se impor pela força aos mais fracos , entre estes encontravam-se as mulheres que facilmente se tornaram escravas do homem .  Porquê esta necessidade de reduzir a mulher ao estado de coisa?

 Pela vontade pura de domínio total sobre a natureza, pelo medo do diferente ou por puro egoísmo humano?

 Penso que a razão principal foi a necessidade de controlo total sobre o outro. Fosse a mulher o escravo ou o animal tudo se devia conduzir segundo uma vontade única a do mais forte.

 Atravessámos assim diversas fases civilizacionais em que ao homem tudo era permitido e à mulher apenas a sua condição de liberdade condicionada.

 Enquanto o mundo foi hostil, enquanto a mulher pela sua própria natureza de conceber e proteger a vida, necessitou da protecção do homem, foi fácil este estado de vida.

 E o homem vivia feliz na sua condição de dono de algo mais que não fosse da mulher e dos filhos.

 O advento da civilização cristã vem fazer um corte com este estado de coisa ao propor a igualdade de todos os seres humanos perante Deus.

 É de facto com o advento do Cristianismo, que as diversas desigualdades começam a ser questionadas e, ainda que mantendo muitas das condições de opressão sobre a mulher, esta pode surgir como ser que se auto afirma, enquanto ser de direitos e como tal susceptível de os conquistar.

Porém o poder do homem sobre o mundo e  a Humanidade éra imenso , e o poder deve ser das coisas mais difíceis de partilhar , por isso o caminho para a libertação feminina foi difícil e, ainda hoje  cerca de ¼  da humanidade vive  com o estigma da infantilidade e da desigualdade total face ao homem . Foi e é ainda difícil o caminho da mulher para a liberdade.  Para a capacidade de auto afirmação e para a autonomia.

 

 Na sociedade ocidental onde mais cedo  a mulher se impôs e, conquistou o mundo exterior.

 Pondo em causa o domínio do homem sobre a mulher, a evolução do pensamento foi desigual e percorremos hoje um mundo complexo em que se por um lado a lei da maior parte dos países impõe uma igualdade de direitos , e de acesso aos diversos patamares da estratificação Social. Existe uma outra realidade com que lidamos.

A realidade cultural.

Aqui encontramos um problema complexo e de difícil solução, a realidade parece mostrar que não conseguimos ainda lidar com este estado de liberdade da Mulher e muito menos com o seu acesso aos patamares do poder.

Esta é a razão fundamental para o mau estar que existe hoje, entre os homens e as mulheres, à medida que estas impõem os seus pontos de vista e a sua forma de estar.

A medida que estas se tornam o maior numero de Estudantes universitárias e de licenciados dos países da Europa, encontramos os homens assustados com a perca de poder e à deriva num mundo desconhecido e para o qual não estão preparados .

Este é parece-me, a razão fundamental para as dificuldades de relacionamento homem mulher que encontramos na sociedade moderna .

 Falta ainda percorrer um longo caminho , um caminho pela transformação do homens e da mulheres através da transformação cultural, até ser possível um convívio pacifico com a nova realidade que enfrentamos no mundo moderno.               

 

 

 

 

   

 

 

  

 

  

 

 

publicado por sociolocaminhar às 02:16
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. ...

. Que valores valores

. para todos os que ainda ...

. A ética e a Moral

. Para reflectir

. Bases principais do Pensa...

. Não permitam o "Afundamen...

. A construção a Humana , ...

. Para Reflectir

. Para obter um milhao e qu...

.arquivos

. Maio 2016

. Junho 2015

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Agosto 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Junho 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. caminhos

. Coisas do sempre e do nu...

. Percursos

. Não podia ser quem Sou

. Da Ribeira da minha terr...

. Prazer ou Nostalgia

. lazer

. Memorias ...

. O Poema e a Musica

. Apareço assim de mansinho

.contador
HTML Counter
Hit Counters
blogs SAPO
.subscrever feeds