Sexta-feira, 4 de Janeiro de 2008
Para o emergir dos sentimentos

Como vai o nosso pequeno mundo

 Pois é  ainda  à dias não pensava de forma nenhuma escrever este texto e encontro-me agora a  aqui neste mundo virtual a falar comigo mesmo, um pouco zangado com as pessoas com algumas pessoas, com os egoísmos, com as pretensas moralidades que são afinal os pequenos interesses pessoais.
A meditar como é possível que  o género humano seja tão absurdo, tão sem razão tão mesquinho enfim, como é possível transformar uma ideia de  participar nas coisas em participar num conflito sem sentido e sem sentimentos, como é possível confundir o essencial com os interesses particulares ou com tentativas de molestar os mais fracos do momento.
Não aceito ser parte da estupidez, da insensatez e do absurdo humano em que se transformou o meu pequeno sonho de  poder participar no gizar do futuro de algo.
 Pensei que era possível,  juntar diferentes ideias e  criar de novo uma dinâmica de uma organização que de facto não servia já os interesses que devia defender.
 Mas como estava enganado, tentei juntar um grupo de pessoas e levar por diante numa dinâmica nova ao renascimento do possível, mas de facto o mundo é terrível e ainda existem pessoas que a única coisa que sabem fazer é agredir o mundo em vez de o tentar amenizar e moldar de novo ás novas formas  de vida social que o pós modernismo veio criar
Pois é não queria sentir este sentimento  de me encontrar no meio da incompreensão de alguns que não sabem conviver com a verdade olhos nos olhos, não aceito vitorias fáceis e de secretaria. Não posso simplesmente participar contra os meus ideais de vida e de sentir, não desisto no entanto de confrontar o mundo com as minhas ideias e de tentar criar um mundo outro e ai talvez o possível se torne realidade, mas até lá não sou moldável a caprichos individuais ou de grupos organizados que só sabem dizer mal de todas as coisas que os tocam que odeiam este e aquele e que o ódio é a razão única que os faz mover   

publicado por sociolocaminhar às 00:33
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Lua de Sol a 22 de Janeiro de 2008 às 17:54
Parece-me que estás zangado com algo em particular mas com essas explicações também podes estar zangado com o "mundo" que gira de forma hipócrita, mesquinha e egocêntrica só em volta de alguns e de certos interesses...

Como te percebo. E faz confusão, não é?! Complicam as coisas mais simples!

Beijinhos

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. ...

. Que valores valores

. para todos os que ainda ...

. A ética e a Moral

. Para reflectir

. Bases principais do Pensa...

. Não permitam o "Afundamen...

. A construção a Humana , ...

. Para Reflectir

. Para obter um milhao e qu...

.arquivos

. Maio 2016

. Junho 2015

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Agosto 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Junho 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. caminhos

. Coisas do sempre e do nu...

. Percursos

. Não podia ser quem Sou

. Da Ribeira da minha terr...

. Prazer ou Nostalgia

. lazer

. Memorias ...

. O Poema e a Musica

. Apareço assim de mansinho

.contador
HTML Counter
Hit Counters
blogs SAPO
.subscrever feeds