Sábado, 15 de Setembro de 2007
Para meditar

 

É sem duvida verdade que nos encontramos a viver momentos únicos que a humanidade nunca antes experimentou.

Em teoria podemos escolher a vida que vivemos.

O emprego que queremos

O livro que lemos.

Enfim tudo parece depender da nossa vontade.

Ou da nossa mais intima necessidade.

Mas será que este momento particular do mundo e do humano, o estado da liberdade .

É o estado final da humanidade?

O bem  finalmente alcançado?

A maravilha que o homem novo sente por conformidade?

O fim geral da humanidade?

Será que o bem finalmente alcançado é isto que encontramos ao abrir um jornal?

Ao ligar o televisor e até na musica que ouvimos?

Estereotipada , feita em função das estatísticas, de quantos ouvintes ou  leitores vamos ter.

 Será que os brinquedos com que brincamos , as coisas que comemos e o que fazemos é de facto o que verdadeiramente queremos?

Será que finalmente o paradigma de George Wells , nos apanhou nas esquinas do mundo indefesos perante o espectáculo da vida e do mundo?

Será que o caminho verdadeiro ao encontro do futuro deixou de ter sentido?

Será que finalmente chegamos ao fim da historia ?

Estarei louco eu, que vejo  que nunca uma Sociedade foi tão controlada , tão comandada , tão sem alternativas.

E que todo o resto do mundo está conforme com o que deve ser a própria vida ?

Que diabo, por anda toda a inteligência Humana ?

Será que inteligência humana é só invenções tecnológicas , Ir a Lua e conhecer a composição do planeta mais longincuo do nosso ?

Será que é possível a vida, neste continuo de liberdade infinita que nos controla a  a alma e nos impede de pensar ?

Será que: liberdade é um conceito de que nos temos de libertar, para poder compreender que a vida é mais que o que os homens livres podem imaginar?

Liberdade é Poder ser diferente !

Pensar de modos diversos!

Ser gente !

Mas como podemos ser simultaneamente livres e gente, se o espaço de liberdade que construímos nos conduz  à  unificação do pensamento?

Parece-me que assistimos a mais uma transição do ser humano

De Homo Sapiens para homem Uno.

Porém não gosto deste novo Homem emergente

Parece-me um homem apático , que consome tudo o que lhe oferecem sem discutir

Que escreve o que lhe dizem para escrever , que lê tudo o que lhe dão para ler  

Enfim um homem novo

Em homem que sabe ler ,mas não lê ?

Que pode pensar mas não pensa.

Um homem moldado finalmente.

Homem de papel.

Homem finalmente com poder que não sabe usar.

Será mesmo que falo da humanidade ?

 

 

publicado por sociolocaminhar às 02:46
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Lua de Sol a 15 de Setembro de 2007 às 11:24
Mais interesses do que nunca (segundos, daqueles camuflados), mais manipulação, mais moda, mais tudo... Muito poucas vezes as coisas e a acções são o que parecem. E o preço a pagar pela ideia de que vivemos com tamanha liberdade?!
E... liberdade?! Virtual...
Às vezes, cansa, cansa tanto, que era preferível oltar ao tempo em que se caçavam mamutes, havia menos hipocrisia e ainda não havia ricos e pobres, apenas se caçava para comer. Apenas se sobrevivia. Duramente, é certo. Mas dignamente... E não se era carneiro nem ovelha tresmalhada...
De daplanicie a 17 de Setembro de 2007 às 15:26
Subscrevo as suas palavras porque vêm de encontro às minhas preocupações pelo caminho que vejo a nossa sociedade tomar, cada vez mais à beira do abismo.
Cumprimentos

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. ...

. Que valores valores

. para todos os que ainda ...

. A ética e a Moral

. Para reflectir

. Bases principais do Pensa...

. Não permitam o "Afundamen...

. A construção a Humana , ...

. Para Reflectir

. Para obter um milhao e qu...

.arquivos

. Maio 2016

. Junho 2015

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Agosto 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Junho 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. caminhos

. Coisas do sempre e do nu...

. Percursos

. Não podia ser quem Sou

. Da Ribeira da minha terr...

. Prazer ou Nostalgia

. lazer

. Memorias ...

. O Poema e a Musica

. Apareço assim de mansinho

.contador
HTML Counter
Hit Counters
blogs SAPO
.subscrever feeds